Pular para o conteúdo principal

BNDES muda regras do programa de microcrédito para atingir mais microempreendedores

Enviado por Aécio Rodrigues..., ter, 16/03/2010 - 19:08
Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) reduziu de R$ 1 milhão para R$ 500 mil o valor mínimo de financiamento para os agentes repassadores de 1º Piso, isto é, as instituições que emprestam diretamente a microempreendedores. A medida está no novo Programa BNDES Microcrédito, lançado em fevereiro, que substitui o anterior Programa de Microcrédito do BNDES (PMC).

O anúncio foi feito hoje (16) pelo banco e visa a ampliar o número de instituições repassadoras de microcrédito. “A simplificação de procedimentos é o mais importante”, disse o gerente do Departamento de Economia Solidária da Área Social do BNDES, Guilherme Montoro.

Para ele, o objetivo principal das mudanças introduzidas no programa é de “ampliar o número de microempreendedores atingidos. A gente pode fazer isso aumentando o número e o valor das instituições e agilizando os processos”.

O prazo de carência nas operações de 1º Piso, referentes a Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscips) ou instituições de microcrédito produtivo orientado, que emprestam a microempreendedores de forma direta, foi elevado de 24 para 36 meses. Nas transações de 2º Piso, que envolvem repasse de recursos do BNDES para instituições de crédito de maior porte que repassam para Oscips poderem efetuar os empréstimos a microempreendedores, o prazo passa a ser de 60 meses.

“A vantagem de fazer o 2º Piso, disse Montoro, é porque com uma operação você consegue atingir um grande número de instituições. Cooperativas de crédito, por exemplo. Tem a central que pode repassar o recurso para até 50 cooperativas singulares. Você aumenta muito o número de instituições atendidas e de microempreendedores atingidos”, afirmou.

Montoro acredita que as medidas introduzidas no programa poderão aumentar em cerca de 50% o valor da carteira de microcrédito, nos próximos dois anos, passando de R$ 80 milhões para R$ 120 milhões. O volume de desembolsos do anterior Programa de Microcrédito do BNDES (PMC) atingiu, até dezembro do ano passado, R$ 95 milhões. As 40 operações contratadas no PMC totalizaram cerca de R$ 125 milhões.

O Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO), do Ministério do Trabalho, estabelece o valor máximo de empréstimo de R$ 15 mil por microempreendimento. O faturamento máximo desses microempreendimentos, definido pelo BNDES, é de R$ 240 mil/ano. Guilherme Montoro revelou que a grande maioria dos empréstimos tem valor médio entre R$ 1 mil e R$ 2 mil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O Mal que a Corrupção causa a um país e um povo

Prezados leitores do Blog do Oscar, lendo o jornal BBC Brasil On Line me deparei com a seguinte matéria sobre a dificuldade encontrada por empreendedores em abrir e manter seus negócios na Rússia, país tomado pela corrupção e leis retrógradas que atravancam o desenvolvimento do país, e tiram o sossego e o sono de empresários. 
Ser empresário na Rússia virou profissão de risco para aqueles que se recusam a vender seus negócios a pessoas estranhas, pressionados por autoridades fiscais corruptas, que agem de forma descarada, achincalhando os empresários honestos que geram empregos, renda e pagam impostos. 
Vejam que coisa mais absurda! Leiam a matéria, reflitam, e que possamos ficar atentos para que o mesmo não venha a acontecer no Brasil.
Russo diz ter sido preso por se recusar a vender empresa Empresário tomou empréstimos e investiu para modernizar indústria
Fazer negócios na Rússia é reconhecidamente difícil. Mas em poucos lugares o empresário pode ser preso por não querer se desfazer do s…

Eu odeio a Oi Velox Lixo

Prezados leitores do Blog do Oscar, nunca odiei uma empresa tanto quanto estou odiando a Oi Velox nesse momento. Necessito da internet para desenvolver grande parte do meu trabalho e desde segunda-feira passada estou tendo problemas com a conexão da Oi Velox Lixo que teima em cair a todo momento.
Há alguns meses atrás, passei pelo mesmo problema! Abri uma reclamação na Oi Velox Empresarial mas, nem me deram satisfação! Abri outra reclamação na ANATEL mas, com essa foi pior ainda, até a presente data não obtive nenhuma resposta por parte das duas empresas. Abri reclamação no site Reclame Aqui, outra decepção! Como não obtive êxito, resolvi não mais reclamar e logo que o contrato vencer no mês de setembro próximo, não o renovarei. Buscarei outras alternativas de acesso à internet.
Como não tenho a quem recorrer, escrevo esse post para sentar o pau (no bom sentido), para desabafar, para mostrar a minha indignação com  essa empresa porcaria, de quinta categoria, bem como, para sentar o cace…

A FÁBULA DA GALINHA NA TERRA DA TRIBUTAÇÃO E DA SOLIDARIEDADE

Prezados leitores do Blog do Oscar, pesquisando em meus arquivos, encontrei essa pérola escrita por um amigo de profissão, que retrata muito bem a situação daqueles que vencem através da educação, do trabalho árduo, e que tem coragem de ser empreendedor no país da tributação, da corrupção, da malandragem, do jeitinho brasileiro, das mamatas, das falcatruas, do carnaval com suas mulheres quase nuas, da senvergonhice de alguns cidadãos e políticos, dos feriados, da cachaça, da cerveja, do futebol, dos políticos corruptos e bandidos, e por último, da vagabundagem que se estabeleceu em nosso tão amado país, chamado Brasil!
Leiam, ponderem e reflitam o texto abaixo! Estamos em ano eleitoral e precisamos acordar para os problemas que nos afligem todos os dias como cidadãos brasileiros! Principalmente, os impostos que tanto nos atormentam e que, como somos sabedores, a fatia maior do bolo de impostos, vai para o bolso dos políticos e funcionários privilegiados dos tres poderes. Nestas eleiçõe…