sábado, 25 de setembro de 2010

No Reino do Brasil

Prezados leitores do Blog do Oscar, estamos na reta final das eleições 2010 e para reflexão dos prezados leitores e eleitores, publico a matéria a seguir para que o eleitor possa ponderar bastante quando da escolha dos candidatos nas eleições do próximo dia 03/10/2010 e veja para onde vai a maior parte dos impostos tungados de nós trabalhadores e das Micro e Pequenas Empresas.

Tem gente que acha que o Brasil é uma democracia. Tem gente que acha que o Brasil é uma ditadura. Na verdade, o Brasil não é nenhum dos dois.

O Brasil é um sistema feudal. Temos Rei, Nobres, Povão e Bobos da Corte! Abaixo temos os moradores do Brasil. 

A Nobreza - Quem são? Políticos, altos funcionários públicos, juízes aposentados, fiscais e outros. O que fazem? Consomem muito mais riqueza do que produzem!

Os Bobos da Corte - Quem são? Micros e Pequenos Empresários, Executivos, Profissionais liberais, trabalhadores com carteira assinada e outros. O que fazem? Produzem muito mais riqueza do que consomem!

O Povão - Quem são? Miseráveis, aposentados pela iniciativa privada, trabalhadores informais e outros. O que fazem? Produzem e consomem pouca riqueza!

Tudo começa com os Bobos da Corte. Digamos que sua empresa te pague R$ 5.000,00 por mes. Somando os diversos tipos de impostos, tributos e contribuições, você pagará em média 35% do total direto à Nobreza. Então fica assim:

- Você, o Bobo da Corte........................R$ 5.000,00
- A Nobreza......................................R$ 1.750,00
- Sobrando por enquanto para você...........R$ 3.250,00

Com esse dinheiro, você comprará produtos e serviços tais como: Feijão, arroz, gasolina, manicure e etc. Só que nesses produtos e serviços, estão embutidos cerca de 40% de impostos, que irão diretamente para a Nobreza, ou seja, R$ 1.300,00.

Até agora, dos R$ 5.000,00 que você suou a camisa para ganhar, sobraram apenas R$ 1.950,00. Em um país normal e sério, em troca dos 75% que tungaram até agora do seu salário, você deveria receber ensino, saúde, segurança e aposentadora gratuitos e de qualidade. Mas no Brasil nada disso presta, portanto você precisa pagar tudo outra vez.

Você gasta mais R$ 1.200,00 entre escola particular, plano de saúde, segurança particular (quem pode pagar, quem não pode, fica à mercê dos bandidos) e previdência privada. São serviços que você deveria receber de graça, em troca do dinheiro previamente saqueado pela Nobreza. Sobrou para você, apenas R$ 750,00.
Resumo
- Você produziu.................R$ 5.000,00
- Você consumiu................R$    750,00
- Foi para a Nobreza...........R$ 4.250,00

O equilíbrio do sistema

1. Os Bobos da Corte entregam a maior parte da sua riqueza para os Nobres;

2. A Nobreza joga migalhas para o povão, tais como: Bolsa família, bolsa creche, auxílio enchente (agora o presidente Lula quer criar a Bolsa Celular para o povão) e por aí vai...;

3. O Povão devolve votos para a Nobreza que se elegem de quatro em quatro anos e continuam com a farra.

Situação final

1. O Povão:
- Continua ignorante;
- Continua miserável;
- Continua feliz desde que haja cachaça, futebol, feriados e carnaval.

2. A Nobreza:
- Continua trabalhando pouco;
- Continua levando uma vida de luxo;
- Continua aumentando gastos, impostos, tributos, contribuições e criando novas maneiras de aumentar a arrecadação de impostos, tributos e contribuições para poder bancar suas benesses e a corrupção no Brasil.

3. Os Bobos da Corte:
- Concluem que, produzir no Brasil é um mal negócio;
- Ficam olhando os países mais sérios e justos decolarem à frente do Brasil;
- Os mais brilhantes e capazes se mudam para países onde são mais valorizados.

Essa é a pura e triste realidade do nosso Brasil feudal! Leiam e ponderem à respeito e tirem suas próprias conclusões.

ACORDA BRASIL!!! GIGANTE ADORMECIDO!!!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A Nova Derrota dos Intelectuais

Prezados leitores do Blog do Oscar, reproduzo aqui com os devidos créditos, matéria importante publicada no Blog do professor Stephen Kanitz, blog com um vasto arquivo de artigos publicados pelo professor na revista Veja, a quem tenho grande admiração profissional, pela qualidade de seus arquivos, e também por ser um colega de profissão. Vale a pena ler e ponderar sobre o artigo. ACORDA BRASIL!!!

Transcrevo minha coluna da Veja em Setembro de 2006 sobre as eleições presidencias daquele ano, onde previ a derrota do PSDB como sendo a derrota dos intelectuais do PSDB, a ala do Serra.

Em vez de corrigir o erros, o PSDB insistiu no erro, e meu artigo explica sem colocar nem tirar uma vírgula, a derrota deste ano de 2010. Leiam.

A Derrota dos Intelectuais

A grande derrotada nestas eleições presidenciais foi a classe dos intelectuais deste país, que nitidamente perdeu espaço e poder.

Os intelectuais criticaram Lula com sua política econômica de juros altos, dizendo que estava tudo errado, inclusive companheiros de partido, advertindo que com essa política ele jamais seria reeleito.

Lula contrariou a todos. Apostou em manter a inflação baixa, e o resultado nas pesquisas está aí.

Os intelectuais agora terão tempo suficiente para responder à seguinte questão: se os juros altos beneficiam os ricos e prejudicam os pobres, por que a grande maioria dos ricos e a classe média estão preferindo a oposição e os pobres vão votar no Lula?

O próprio PSDB se cansou de sua ala intelectual ao escolher Geraldo Alckmin.

Os intelectuais que sobraram no PSDB não conseguiram alinhavar um plano de governo até quatro dias atrás, quinze dias antes das eleições.

Ultimamente, o que caracterizou nossos intelectuais foi o silêncio. Eles mesmos admitiram essa constatação.

Os mais independentes se limitaram a manifestar sua indignação diante da corrupção sem ao menos apresentar um esboço de solução. Não vi ninguém sugerir aumento das verbas para cursos superiores de contabilidade, auditoria e fiscalização, dizimadas durante o governo militar e que reduziriam a corrupção daqui para a frente.

Todo país precisa de pessoas pensantes de várias disciplinas para, juntas, encontrar soluções para suas aflições. Os Estados Unidos devem muito a seus think tanks, como Brookings Institute, NBER, Russell Sage Foundation, muitos criados em 1910 e que contribuíram para o desenvolvimento do país.

Leiam The Idea Brokers, de James A. Smith. Talvez seja por isso que o Brasil está à deriva, sem rumo e sem projeto.

Pesquisem os sites de nossas principais universidades e procurem as “soluções para a corrupção”, soluções para os juros altos”, “ soluções para a questão da previdência”, “soluções para fazer o Brasil crescer”.

Quando muito, encontraremos papers de um professor ou outro, raramente uma solução multidisciplinar incluindo direito, economia, administração, demografia, sociologia, medicina, atuária, só para citar as áreas que deveriam se reunir para achar uma saída para a previdência, por exemplo.

Nossos planos de combate à inflação não foram criados por universidades com o concurso de psicólogos, contadores de custos, administradores, advogados, publicitários, economistas de várias escolas, como deveria ter ocorrido.

O mais dramático dos planos, o Plano Collor, foi elaborado às pressas por três economistas enfurnados num hotel.

O cerne do conceito de universidade é justamente congregar intelectuais num mesmo lugar ou “universo”, para que eles pesquisem e proponham soluções em conjunto.

Quando eles assinam algo em conjunto, são muitas vezes abaixo-assinados com platitudes como “precisamos aumentar os gastos com a educação”.

Nossos intelectuais, com notórias exceções, têm muita dificuldade para desenvolver trabalhos em grupo. A grande maioria é no fundo individualista, egocêntrica, vaidosa e persegue seus interesses pessoais de pesquisa. Muitas das qualidades que eles próprios criticam e odeiam.

No setor privado, quem não sabe trabalhar em equipe ou em grupo não mantém o emprego nem um dia sequer.

Não é esse tipo de intelectual de que o Brasil desesperadamente necessita. Intelectuais custam caro. Sustentá-los para que fiquem pensando por nós nas faculdades é um luxo que somente países desenvolvidos têm condições de custear.

Num país pobre, eles precisam justificar cada centavo que o povo neles deposita. Um recente estudo da OCDE mostra que o Brasil é o país que mais gasta com universidades e não tem o retorno que deveria.

Este silêncio, essa flagrante omissão no especificar soluções multidisciplinares, em entrar nos detalhes, a tendência de ser simplesmente contra alguma coisa, não justifica o salário.

Corremos o risco de o povo, os políticos, os governantes, não mais acreditarem na manutenção da classe intelectual.

Stephen Kanitz é formado pela Harvard Business School (www.kanitz.com.br)
Editora Abril, Revista Veja, 27 de setembro de 2006, página 24

Brasil tem carga tributária maior que a da Suíça e IDH comparável ao do Cazaquistão

Prezados leitores do Blog do Oscar, em ano de eleições, mais uma matéria que vale a pena conferir e merece ser avaliada com bastante critério, para que possamos avaliar melhor os candidatos que iremos escolher para administrar nossos estados e o Brasil nos próximos quatro anos. Leiam a matéria e comentem!

A Receita Federal acabou de divulgar os dados referentes à arrecadação tributária em 2009. Mesmo com a desoneração do setor produtivo no período da crise financeira, que gerou uma redução de 2,61% no recolhimento de impostos durante o ano analisado, o índice continua alto. Segundo o órgão, o valor pago em impostos no ano passado foi equivalente a 33,58% do PIB nacional, porcentagem maior que em economias desenvolvidas, como Suíça (29,4%), Canadá (32,2%) e Estados Unidos (26,9%). Em contrapartida, a qualidade de vida do brasileiro, apesar da leve melhora registrada nos últimos anos, ainda é comparável à de países como Cazaquistão, Albânia e Dominica.

O relatório apresentado pela Receita nessa última quinta-feira (2) apresenta a carga tributária brasileira de 2009 e a compara com os índices de diversos países. Foram levados em conta dados da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), atualizados em 2008.

Segundo o subsecretário de Tributos e Contenciosos da Receita Federal, Sandro de Vargas Serpa, "países que têm o perfil mais ligado ao atendimento de forte demanda social à população notadamente têm uma carga tributária bruta maior. O Brasil se encontra no meio desse caminho", afirmou.

Na prática, entretanto, a arrecadação maior do Estado não tem, historicamente, se convertido em benefícios reais para os cidadãos na mesma proporção. Enquanto a carga tributária brasileira é uma das maiores do mundo, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do país é apenas o 75º. Para se ter uma ideia, o Canadá e a Suíça, que têm cargas tributárias inferiores à do Brasil, ocupam, respectivamente, o quarto e o nono lugar no ranking, segundo dados de 2007.

Na América Latina, apesar da liderança política e econômica, o Brasil tem IDH inferior ao de países como Chile, Argentina, Uruguai e Cuba.

ACORDA BRASIL!!!

12 mitos e verdades sobre Educação Financeira

Prezados leitores do Blog do Oscar, navegando pelo site administradores.com.br, me deparei com esse artigo falando sobre 12 mitos sobre Educação Financeira. Educação Financeira é um assunto que muitos não gostam de falar e por esse motivo, muitos dos nossos compatriotas encontram-se endividados motivados pela falta de planejamento financeiro e do consumismo desenfreado.

Vale a pena ler o artigo e fazer uma auto-análise sobre o assunto em questão. Afinal, conhecimento nunca é demais. Leiam e comentem o artigo! ACORDA BRASIL!!!

Para desvendar diversos mitos e verdades sobre finanças veja algumas afirmações comuns envolvendo o tema

Por Álvaro Modernell, www.administradores.com.br

Educação financeira é um conjunto amplo de orientações e esclarecimentos sobre posturas e atitudes adequadas no planejamento e uso dos recursos financeiros pessoais.

Só que quando o assunto é finanças, são muitas as dúvidas. Afinal, ela está ligada a dinheiro, tão presente em nosso dia a dia. Veja alguns mitos e verdades relacionados ao tema.

1) Educação Financeira ajuda a evitar e combater dívidas – VERDADE

Com educação financeira as pessoas percebem o quanto as dívidas e excessos de consumo podem ser prejudiciais ao orçamento e às finanças da família. Fica mais difícil alguém preparado perder o controle das próprias finanças.

2) Educação Financeira ajuda a evitar certas armadilhas, fraudes e prejuízos – VERDADE

Com posturas adequadas, aprende-se a analisar alternativas de investimento, conhecer direitos, adquirir noções sobre o sistema financeiro, consultar sites e órgãos de apoio ao cidadão, relacionar riscos e oportunidades, conter impulsos, analisar racionalmente e adotar outras atitudes que resultam em mais preparo para avaliar situações de risco em investimentos, empréstimos e outras transações financeiras.

3) Educação financeira é apenas para quem tem dinheiro – MITO

A educação financeira lida com conceitos, posturas e atitudes adequadas na gestão das finanças, independente de valores, da situação socioeconômica e da disponibilidade financeira das pessoas.

4) Educação financeira ajuda a melhorar a produtividade nas empresas – VERDADE

É crescente o número de empresas, associações e entidades de classe que reconhecem a importância da educação financeira na estabilidade financeira e emocional das famílias. Reduzindo-se os problemas financeiros cai o índice de absenteísmo, de fraudes, de doenças. As pessoas trabalham mais tranquilas, ficam mais criativas e mais produtivas.

5) É preciso ser especialista para "fazer" Educação Financeira – MITO

Cada um pode dar a sua parcela de contribuição, mesmo que de maneira empírica. Melhor receber qualquer tipo de educação financeira do que nenhum, principalmente no ambiente familiar. O bom-senso responde as principais dúvidas. Se o público for mais amplo, vale à pena buscar apoio profissional.

6) Educação financeira é para a vida toda – VERDADE

Toda forma de educação gera resultados e consequências para a vida toda. Claro, alguns conceitos podem mudar, mas os princípios e os benefícios são duradouros.

7) A base da Educação Financeira é a Matemática – MITO

Os aspectos comportamentais são até mais relevantes. Claro que fazer contas faz parte, mas ter atitudes e posturas adequadas faz mais diferença do que saber calcular taxas e resultados.

8) Educação Financeira é coisa nova, da sociedade moderna – MITO

Algumas das mais famosas fábulas de Ésopo (Século VI a.C.), adaptadas por La Fontaine (idade média) tratam desse tema: "A cigarra e a formiga" e "A galinha dos ovos de ouro", por exemplo. A Bíblia e o Alcorão também tratam de questões financeiras, de prosperidade, riquezas, ética e solidariedade, há milhares de anos.

9) Educação Financeira é tema de cidadania – VERDADE

Todo cidadão precisa conhecer e aproveitar seus direitos, inclusive os que fazem seu dinheiro render mais e lhe proporcionar mais conforto e segurança. Deve ter acesso aos serviços bancários. Deve poder sonhar com um futuro melhor para si e seus familiares.

10) Educação Financeira é assunto apenas para especialistas – MITO

Autores infantis consagrados como Maurício de Souza, Ruth Rocha e Ziraldo já publicaram obras falando de educação financeira. Obviamente há também publicações de autores que, como eu, se dedicam especialmente ao tema.

11) Os bancos querem manter seus clientes na ignorância financeira para poder explorá-los – MITO

Aos bancos, como a qualquer prestador de serviços ou fornecedor de produtos, interessa mais as parcerias de longo prazo. Cliente bem informado demanda menos atendimento e pode consumir mais produtos, com menos problemas e reclamações. Os custos dos bancos se reduzem e as margens de ganho podem crescer ainda mais.

12) Os bancos são obrigados a oferecer educação financeira a seus clientes – VERDADE.

Mesmo que não exista uma imposição legal específica os bancos são eticamente responsáveis por orientar seus clientes sobre as melhores formas de uso e consumo dos serviços e produtos bancários. Nos sites dos principais bancos, no do Banco Central e no da FEBRABAN os clientes e cidadãos podem encontrar muitas informações úteis para o seu dia a dia financeiro.

Álvaro Modernell - especialista em educação financeira, palestrante e autor de vários livros, projetos, cartilhas e artigos sobre educação financeira. Com experiência de mais de 20 anos no Banco do Brasil, no Mercosul e nos EUA.

Créditos: http://www.administradores.com.br/

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Brasil será o terceiro polo a fabricar modelo topo de linha

Prezados leitores do Blog do Oscar, para sair um pouco do assunto do momento que é política, vamor relaxar e falar um pouco sobre tecnologia. Reproduzo abaixo, matéria interessante sobre a fabricante de celulares Finlandesa Nokia publicada no jornal Folha de São Paulo, edição de hoje 15.09.2010, com relação ao mercado brasileiro de smartphones e celulares. Abaixo, postei fotos dos novos smartphones da empresa. Vale a pena conferir!  

 Nokia E7


Nokia C7-Side

Nokia C6-01



Nokia N8

Nokia C3
 Enquanto a dança das cadeiras está a pleno vapor nos escritórios globais da Nokia, no Brasil, a companhia concentra-se em três estratégias principais, segundo o presidente Almir Narcizo.

Uma delas é a venda do C3, celular destinado a mercados emergentes que inclui funções relacionadas à navegação em redes sociais e conexão sem fio à internet. O modelo será vendido por R$ 349 até o fim do mês.

Outra aposta é a fabricação local do N8, modelo topo de linha da companhia que será produzido na base da Nokia em Manaus a partir deste mês. Com isso, o Brasil passa a ser o terceiro mercado em que o aparelho é fabricado, ao lado do finlandês e do chinês.

Parte da produção será dedicada ao mercado local, onde o aparelho é vendido por R$ 1.499, e o restante será exportado. "Um lote-piloto já foi produzido. Estamos agora só fazendo ajustes no software", disse Narcizo. O Brasil é hoje o nono maior mercado da companhia.

Por aqui, a Nokia pretende concentrar-se também na inauguração de lojas próprias e franqueadas, que terão o apelo de consultoria de venda para os consumidores.

Com uma unidade já em funcionamento no Rio -capaz de vender planos de dados da operadora Claro-, a ideia é levar também o modelo para São Paulo, Minas Gerais e para cidades do Nordeste. Outras operadoras como TIM e Vivo estudam aderir ao modelo.

O modelo de abrir lojas próprias vai na contramão do que a Nokia fez em alguns países, como os EUA, onde fechou unidades. (CF)

Fonte: Folha de S.Paulo

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Os Erros da Candidatura de José Serra à Presidência da República

Prezados leitores do Blog do Oscar, no post de hoje discorrerei sobre os erros cometidos pelo PSDB com relação à candidatura de José Serra à Presidência da República. Quero deixar claro que, apenas exponho meu humilde ponto de vista como mero observador e formador de opinião.

Elenco abaixo os principais erros que consegui ver.

1. A escolha do candidato. O PSDB deveria ter escolhido o Aécio Neves ex-governador de Minas Gerais, pelo seu histórico de trabalho no estado de Minas Gerais, pela aprovação de seu povo, pela experiência como administrador público e principalmente por seu carisma. Serra nunca conseguiu esse carisma nem com seus pares dentro do próprio PSDB.

2. As disputas internas do PSDB. Há uma disputa interna no próprio PSDB e por mais que a presidência do partido negue que existe, isso é notório, não dá para esconder! Há um racha muito grande no PSDB e os dirigentes do partido tentam por panos quentes. Essa disputa acabou enterrando a candidatura de José Serra, por falta de apoio do próprio partido.

3. A Tática adotada por José Serra de atacar a candidata do governo LULA. Essa tática de atacar o outro candidato não funciona mais. O povo não quer ver esse tipo de campanha. Foi assim que LULA perdeu as eleições para Fernando Collor e para FHC. Ao invés de partir para o ataque à candidata do governo LULA, José Serra deveria ter adotado a tática de mostrar o que realizou no governo FHC quando foi Ministro da Saúde, o que fez quando foi governador do estado de São Paulo, o que pretende fazer quando e se for eleito Presidente da República.

Na minha humilde opinião, se José Serra adotasse a tática de mostrar seu Plano de Governo que até a presente data, nenhum eleitor sabe qual é, estaria adotando a tática mais adequada, Principalmente para ele que está bem atrás da candidata do governo LULA nas pesquisas! Seu Plano de Governo, são apenas propostas vagas, soltas no ar, apenas palavras de quem está desesperado e que pelas pesquisas, corre o risco de perder feio logo no primeiro turno.

4. Tratar o ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso como se o mesmo fosse uma doença contagiosa. Todo o partido do PSDB deixou o ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso de lado! Nenhum membro do PSDB quer saber de associar seu nome ao nome do ex-Presidente. Todos os membros do PSDB inclusive José Serra esqueceram os feitos realizados por Fernando Henrique Cardoso quando ainda era Ministro da Fazenda no governo Itamar Franco. Que a estabilização da moeda, o controle da inflação, o desenvolvimento do país, o Bolsa Família, os investimentos em infra-estrutura no país começaram com ele.

Na minha humilde opinião, o maior erro cometido pela campanha de José Serra à Presidência da República, foi esquecer os feitos realizados por FHC e deixar que o PT se aproveite disso. Houve corrupção no seu governo? Houve. Foram cometidos erros em seu governo? Foram. Mas, ninguém pode negar que hoje gozamos de prestígio e respeito perante a comunidade internacional, graças aos governos Itamar Franco e FHC.

Como o PSDB não é capaz de mostrar todas as realizações do governo FHC, o PT se aproveita de toda a situação e se apropria de todos os feitos como se tivessem sido realizados no governo LULA, que se elegeu sem ao menos ter um Plano de Governo. O PT dos PeTralhas deita e rola sobre os feitos do governo FHC! Ursupam realizações que não são suas e ainda dizem que receberam do governo FHC, "uma herança maldita" que receberam o país "quebrado". Quebrado o país estará se algum dia o PT deixar de ser governo e tiver que entregar o país a outro governante que não seja do PT. 

O PT mostra o Brasil de tal forma que, antes do governo do PT, o Brasil não existia! A impressão que se têm é a de que, o PT junto com LULA descobriram o Brasil e o colocaram na situação em que o país está!

Com certeza existem outros erros que o prezado leitor deve ter identificado na campanha de José Serra e que não recordo nesse momento. Na minha humilde opinião, considero esses quatro erros, como cruciais na campanha de José Serra à Presidência da República.

ACORDA BRASIL!!!!

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

A Marca da Gestão da Prefeita Micarla de Souza

Prezados leitores do Blog do Oscar, eu como muitos cidadãos natalenses que precisamos fazer uso do automóvel todos os dias, tenho observado que algumas ruas de Natal se não ganharam um novo capeamento asfáltico, pelo menos tiveram seus buracos remendados para que possamos trafegar com nossos automóveis sem correr o risco de cair em um buraco e danificar o veículo. Não existe coisa mais desagradável e revoltante do que andar por ruas esburacadas arrebentando nossos automóveis quando sabemos que dinheiro existe mas, é mal administrado!

Ainda não consegui enxergar qual é a marca da prefeita Micarla de Souza mas, pelo menos noto que já é possível trafegar melhor por algumas ruas da cidade. Antes da gestão Micarla de Souza, trafegar pelas ruas Jaguarari, São José, Romualdo Galvão e Afonso Pena, só para se ter idéia do tamanho do problema, era um verdadeiro horror! Um transtorno para o natalense!

As margens dessas ruas eram verdadeiros estacionamentos ilegais que tomavam o espaço de quem trafegava por elas. Uma verdadeira falta de respeito por parte de alguns motoristas que se achavam no direito de estacionar onde bem quizessem! Ruas que possuem duas faixas, só contavam com uma faixa, pois, a outra faixa servia de estacionamento.

As autoridades do trânsito só precisaram tomar algumas medidas simples para resolver ou pelo menos amenizar o gargalo do trânsito nessas ruas. Coisa que a gestão do prefeito Carlos Eduardo não se importou em fazer. Eu até comentava com os amigos que o prefeito Carlos Eduardo não andava de automóvel, somente de helicóptero ou jatinho, pois parecia que o prefeito não enxergava os buracos ou fazia vistas grossa para os mesmos! Aliás, a grande marca da gestão do prefeito Carlos Eduardo, foi somente a construção do elefante branco chamado de "Parque da Cidade", que nem sequer funciona. Uma obra inacabada que custou algo em torno de R$ 17 milhões aos cofres públicos. Uma verdadeira afronta a nós cidadãos natalenses!

É isso prezados leitores, quando é para sentar o cacete nos maus administradores públicos, bato com vontade mas, quando é para elogiar, também faço da mesma forma. Sou um formador de opinião e crítico ferrenho dos maus governantes. É o dinheiro dos impostos que pago que está em jogo! Como não tenho acesso a nenhum dos senhores governantes, faço uso desse espaço que ainda não foi censurado e controlado pelo PT e o governo LULA DA SILVA, como estão querendo calar os meios de comunicação a exemplo da Venezuela do Bufão Hugo Chaves e da Argentina da incompetente Cristina Quirchner!

Quero deixar claro que não sou filiado a nenhum partido político, que não sou afilhado, simpatizante, apoiador e/ou puxa-saco de nenhum político do nosso estado. Deixo aqui, apenas minha opinião e impressões sobre a gestora pública da cidade do Natal.

ACORDA BRASIL!!!

Duas propostas para o Brasil na Segurança Pública e na Agricultura Familiar

Prezados leitores do Blog do Oscar, como o assunto que toma conta na maioria das rodas de bate papo entre amigos é política, resolvi escrever este post com algumas das minhas idéias malucas, comunistas, socialistas, de esquerda, de direita, de centro, de vanguarda, liberal ou seja lá o que quiserem chamar.  Hoje 08.09.2010 estava eu no almoço conversando com um amigo sobre política, quando tocamos nos assuntos: Agricultura e Segurança Pública.

É do nosso conhecimento que, nenhum dos candidatos aos cargos eletivos nas eleições de outubro trás sequer alguma proposta nova para os temas: Saúde, Segurança Pública, Educação e Agricultura. Tenho a coragem e a convicção de defender abaixo, algumas das minhas propostas caso fosse um dos candidatos a quaisquer dos cargos eletivos.

No campo da Agricultura
Trato aqui, apenas da agricultura familiar, do pequeno agricultor que possui uma pequena gleba de terra e que não tem oportunidade e condições financeiras de cultivar sua terra e acaba tendo que ir morar nos grandes centros urbanos, fazendo proliferar as favelas nas periferias desses centros, contribuindo assim para o aumento da marginalidade, do crime, da miséria, da prostituição, dos pedintes e outros males que surgem a cada dia. Falo do pequeno agricultor que vive na total dependência da "Bolsa Esmola" e das verbas do governo federal destinadas às prefeituras para sutentar essa massa de pedintes.

A solução simples para esse problema seria os governos Federal, Estadual e Municipal, estimular esse pequeno agricultor a permanecer no campo, em sua terra, fornecendo ao mesmo tudo que fosse necessário para que o mesmo não necessitasse abandonar a terra onde ele nasceu. O governo forneceria sementes, maquinários, implementos agrícolas, treinamento, consultoria técnica através dos técnicos da EMBRAPA a nível federal e através da EMATER em nível estadual.

O governo compraria parte da safra do pequeno produtor rural, armazenaria nos silos da CONAB para serem vendidas com subsídios no mercado interno para todos os níveis da população, barateando assim a Cesta Básica, e compensando os altos impostos pagos por todos nós sobre produtos alimentícios. Os grandes produtores rurais ficariam responsáveis pelas exportações.
Com certeza, se fosse feito dessa forma, esse pequeno produtor não sentiria vontade e nem necessidade de migrar para a cidade grande com a ilusão de conseguir trabalho para sobreviver, não seria tão dependente do governo, não ficaria viciado em "esmolas" como "Bolsa Família", "Vale Gás" ou outras formas de esmolas inventadas pelo governo e distribuídas à custas de nossos tão suados impostos. Com certeza, sobraria dinheiro para ser investido na saúde, segurança pública e educação!

Quando eu era proprietário de uma franquia da Microlins na cidade de Caicó, interior do Rio Grande do Norte, viajava toda semana para essa cidade e no trajeto entre Natal e Caicó, observava nos dois lados da BR a imensidão de terras improdutivas que deveriam ser cultivadas e invadidas pelo MST - Movimento dos Sem Terra mas, elas estão lá, do mesmo jeito, há vários anos e ninguém do MST se dispôs a invadí-las para forçar o governo a fazer a tão famigerada reforma agrária que os líderes desse movimento de banditismo tanto reclamam. Que desperdício!!! 

No campo da Segurança Pública
No campo da Segurança Pública eu seria mais radical! Mandaria os "Direitos Humanos dos bandidos" se danar! Simplesmente ignoraria tudo! Direitos Humanos seria apenas para o verdadeiro cidadão que trabalha, paga impostos e contribui para o desenvolvimento do Brasil! Direitos Humanos seria apenas para os micro e pequenos empresários que arcam com uma carga tributária gigantesca, sem terem direito nem condições de pagarem seguranças particulares e nem contar com a polícia para proteger seus estabelecimentos comerciais, sendo alvo de assaltos todos os dias!

Simplesmente, construiria prisões agrícolas no sertão, distantes dos grandes centros, onde enviaria para lá, todos os grandes traficantes, estrupadores, assaltantes de alta periculosidade e todos os criminosos de alta periculosidade, para trabalharem no "cabo da enxada" como falam o povo do interior.

Essas prisões funcionariam da seguinte forma: Seriam construídas sem muros, apenas com cercas eletrificadas. Seriam duas cercas eletrificadas e entre elas ficariam cães de guarda soltos para no caso de algum preso tentar fugir. Depois das cercas e os cães, viria um fosso infestado de jacarés, piranhas, cobras e outros animais perigosos e predadores, para o caso do preso conseguir passar pela duas cercas e os cães. O preso viveria acorrentado com uma bola de ferro pesando mais ou menos uns 20kg para dificultar sua tentativa de fuga ou rebelião. O indivíduo pensaria 10 vezes antes de cometer um crime bárbaro e hediondo!

O apenado teria que trabalhar para produzir e pagar sua estada na prisão, além de pagar aos familiares das vítimas pelo fato dele ter tirado o direito à vida. Durante sua estada na prisão, ele teria horário para tudo! Seu dia começaria às 5 horas da manhã, às 6 horas teria que estar no refeitório para tomar o desjejum, às 7 horas já deveria estar no campo trabalhando, às 11 horas estaria no refeitório para almoçar, às 12 horas retornaria para o campo, às 17 horas retornaria para a cela onde se preparia para jantar às 18 horas. Das 19 horas às 22 horas, deveria estudar, aprender uma profissão, para quando sair da prisão, ter uma qualificação profissional e ser reintegrado à sociedade.

Duvido que se os apenados, como os juristas e defensores de bandidos gostam de chamar, fossem tratados dessa forma, se eles voltariam para a vida de crimes! O indivíduo iria pensar 10 vezes antes de cometer um crime! O governo economizaria muito dinheiro com esses bandidos imprestáveis que só nos dão despesas! O governo iria economizar muito dinheiro com o "Auxílio Reclusão" pago pela Previdência Social às famílias dos presos. O indivíduo comete um crime e a sociedade ainda paga o "Auxílio Reclusão" para a família dele se manter enquanto ele estiver preso, e quanto à família da vítima?

Prezados leitores, essas seriam apenas duas soluções para dois problemas que crescem assustadoramente em nosso país, e que nenhum dos candidatos a cargos eletivos nas eleições de outubro, tem a descência e disposição para sequer tocar no assunto. Falam apenas, mais do mesmo! Não há nenhuma proposta concreta de que os nossos candidatos querem realmente pelo menos minimizar a situação atual. É lamentável! Analisem com bastante cuidado e senso crítico as propostas de cada candidato antes de votarem.

ACORDA BRASIL!!!

sábado, 4 de setembro de 2010

Que Saudade dos Generais!!!

Prezados leitores do Blog do Oscar, antes que algum comunista, petista e/ou socialista radical de plantão me xingue e/ou me crucifique, vou explicar os motivos que me levaram a escrever este post.

Ontem, dia 02.09.2010, estava eu no SERTEN, setor do Corpo de Bombeiros Militar do RN, órgão responsável pela expedição do Habite-se, documento necessário  e exigido à toda empresa que queira funcionar sem ter problemas com a fiscalização da prefeitura.

No mesmo setor, encontravam-se dois senhores, um dos senhores tinha mais ou menos uns cinquenta e poucos anos, o outro, pouco mais de sessenta anos. Os dois puxaram conversa comigo sobre política, um dos assuntos que gosto de discutir, embora não seja um político profissional, adoro discutir o assunto pois, tudo no Brasil gira em torno da política! As decisões mais importantes no Brasil dependem da política e dos políticos.

Sei que muitos dos nossos compatriotas detestam discutir o tema, mas, como diz Arnold Toynbee, "O maior castigo para aqueles que não se interessam por política, é que serão governados pelos que se interessam", por isso, devemos nos interessar mais pelo assunto. Pois bem, logo abaixo, discorro sobre o tema do meu post.

Um dos senhores me perguntou qual dos generais eu sentia mais saudades. Afirmei-lhe que, de todos os generais de que me lembro, sinto saudades do General Emílio Garrastazú Médici, general linha dura que saberia tratar muito bem o índio cocaleiro boliviano quando o mesmo invadiu as instalações da Petrobrás e expropriou seu patrimônio sem pagar um centavo do que foi investido em seu miserável país de plantadores de Coca. O general não teria se acovardado como fez o honorável presidente PeTralha LULALELÉ.

No governo militar, havia repressão para aqueles que eram contra o Brasil e a favor dessa anarquia, dessa baderna, do crime muito bem organizado que está dominando o nosso país, que as autoridades fazem vista grossa e nada fazem para pará-lo ou ao menos diminuí-lo. "Nunca antes na história desse país", tivemos tantos criminosos, mafiosos, contrabandistas, traficantes, viciados em drogas de todas as marcas e nomes que se possa imaginar, foras-da-lei, ladrões em todos os níveis da sociedade, corruptos da maior e pior espécie, principalmente governando nosso país.

No governo militar, os cidadãos de bem que andavam de acordo com as leis, nunca tiveram problemas com a polícia, com a justiça e com as forças armadas. Somente esses baderneiros que assumiram o poder através da Democracia tinham problemas com a polícia e as Forças Armadas. O cidadão de bem não era confundido com bandido.

O Ensino Público
O ensino público era de qualidade e funcionava muito bem. Todas as quintas-feiras entrávamos em forma na frente da escola para cantar o Hino Nacional Brasileiro, o Hino à Bandeira, o Hino da Independência. Havia um certo senso de patriotismo, de nacionalismo, de amor à Pátria, havia respeito aos mestres professores, aos pais, aos idosos, ao bem público. Hoje, não existe nada disso. O governo distribui uma "Bolsa Esmola" para os pais manterem os filhos na escola, mas, na maioria das vezes só serve para financiar os vícios de alguns pais e para criar dependência e preguiça nos cidadãos, o ensino é de péssima qualidade.

Quando comparo o que estudei em minha época de ensino fundamental e médio com o ensino atual, sinto pena de nossa juventude. Fico imaginando qual será o futuro desses jovens! Não sabem sequer escrever uma redação de pouco mais de 20 linhas. A letra, é horrível! Não existe mais os cursos de caligrafia para se ter uma letra legível e bonita. Quando você pergunta a um jovem o que ele escreveu, nem ele mesmo é capaz de decifrar ou traduzir o que escreveu! Isso sem contar que não sabem sequer qual o sentido do que escreveram! Frases sem sentido, sem concordância verbal, erros na acentuação, pontuação e etc.

Saúde Pública
Lembro que no governo dos generais, alcancei ainda o antigo INPS, depois veio o INAMPS, órgãos responsáveis pela saúde pública e previdência social no Brasil. A saúde pública funcionava muito bem! O cidadão podia contar com atendimento ambulatorial de qualidade, os hospitais públicos não viviam com pacientes abarrotados em macas pelos corredores, morrendo à mingua ou esperando a morte chegar, os médicos não precisavam lançar sorte sobre qual paciente deveriam salvar e qual deveriam deixar morrer! Os profissionais da saúde eram bem remunerados! Quantas vezes precisei ir ao médico no mesmo dia e conseguia marcar a consulta quase que na hora em que ia ser atendido. Tínhamos dentistas de qualidade que também atendia no mesmo dia em que se marcava a consulta.

Hoje, o cidadão que depende da saúde pública precisa enfrentar uma verdadeira via crucis para conseguir marcar uma simples consulta ambulatorial, com meses de antecedência, sem sequer ter a certeza se no dia da consulta o médico o atenderá! Se o cidadão depender de internamento para tratar de uma doença mais séria, a situação é ainda mais horripilante!

Segurança Pública
Lembro que no governo dos generais, havia segurança pública! O cidadão de bem podia contar com a polícia e a justiça! Hoje, não pode contar muito com a polícia e, quanto à justiça, esta está apenas a serviço dos grandes, ricos e poderosos do Brasil! A justiça está comprada pelo poder executivo e cumpre todas as ordens emanadas desse poder. O cidadão de bem no Brasil está entregue à própria sorte e à Divina Providência de Deus! O verdadeiro cidadão de bem, não pode e não deve esperar muita coisa dessa justiça injusta que só pune com rigor, os verdadeiros cidadãos brasileiros que não pertençam à classe política, à famílias ricas, poderosas e influentes, e que frequentam o mesmo círculo ou diria "circo" que os políticos, ricos, poderosos e influentes frequentam!

"Nunca antes na história desse país", os bandidos tiveram tantos direitos! O crime cresce de forma assustadora! Os jovens e adolescentes, nunca cometeram tantos crimes! As Delegacias, Penitenciárias e CEDUCS (nem sei se é assim que se escreve) estão abarrotadas, sem espaço para caber tantos criminosos! Lembrando que, abarrotam as delegacias e penitenciárias, apenas os criminosos pé-de-chinelo, a ralé. Os grandes criminosos, esses sequer chegam a ficar presos! Algum gato pingado que não faça parte do "circo" dos influentes, ricos, grandes e poderosos, ainda chega a ser detido por pouco tempo.

Lembro-me quando era criança, havia um toque de recolher às 21 horas e que nenhum menor de 18 anos podia ficar na rua. Havia fiscalização por parte do Juizado de Menores e quando um menor de idade era pego na rua após as 21 horas, o mesmo era detido e conduzido até a Delegacia de menores e o pai ou responsável tinha que ouvir um sermão do Juiz de Menores e pagar uma multa para que o menor fosse liberado. Hoje, os jovens fazem o que bem querem e entendem! Os pais e as autoridades perderam o controle sobre os jovens, não sabem como recuperá-los e ressocializá-los.

No governo dos generais, crianças, jovens e filhos barbados respeitavam pais, avós, tios e pessoas idosas! Hoje, crianças desde a mais tenra idade, jovens e filhos barbados perderam completamente o respeito pelos pais, avós, tios e pessoas idosas! Hoje existe o Estatuto da Criança e do Adolescente para proibir e punir os pais que querem educar seus filhos desobedientes de maneira mais dura. Hoje os jovens gozam de total liberdade! Ou seria, total "libertinagem?" Como será o nosso país quando estivermos velhos e nossos jovens tiverem que ocupar nosso lugar? Qual será o futuro desses jovens e do nosso país?

Os pais não podem sequer dar uma palmadas no filho quando o mesmo está sendo desobediente, pois corre o risco de algum vizinho, parente ou o próprio filho denunciá-lo no Juizado da Infância e da Adolescência ou seria da Delinquencia? e o pai ser chamado e ameaçado a perder a guarda do filho. O interessante nisso tudo é que, quando essa criança cresce sem limites impostos pelos pais, se torna um marginal e envereda pelo caminho do crime, a polícia se acha no direito de espancá-lo, a mesma justiça que foi contra o pai que deu umas palmadasquando houve necessidade, se acha no direito de julgá-lo, condená-lo e jogá-lo em uma prisão que nunca irá recuperá-lo.

QUE RAIOS DE LEIS SÃO ESSAS? Para mim, só existe uma explicação: No Brasil as leis foram feitas por bandidos para defender bandidos! Por isso há tanto desrespeito às leis e o crime está sem controle.

No governo dos generais aconteceram muitas injustiças e muitas coisas ruins mas, lembro que o país não era da forma como está. Duvido que os bandidos do MST invadissem fazendas produtivas, roubassem, matassem e cometessem pilhagem como cometem com a proteção do governo dos PeTralhas! Levariam uns cacetes e iriam parar nos porões do DOICODE, iriam experimentar o Pau-de-arara para aprender a serem verdadeiros cidadãos brasileiros e a respeitarem a lei e a ordem!

Estamos em plena campanha eleitoral e nenhum candidato apresenta nenhuma proposta nova que trate de como melhorar os três temas que abordei nesse post: Saúde, Educação e Segurança Pública. As promessas são as mesmas! Nada de novo! Somente o continuísmo! Não vejo nenhuma perspectiva de melhora nas três áreas que citei acima. Não vejo em nenhum candidato, ousadia e propostas concretas para tratar dos três assuntos! É mais do mesmo!

Meu voto para Presidente da República, Senador, Deputados Federal, Estadual e Governador, SERÁ NULO como forma de protesto de que não aguento mais essa situação! Chega de tanta enganação, descaso, canalhice, corrupção, roubalheira, conchavo, cargos comissionados, altos salários e regalias para os três poderes, enquanto o povo brasileiro só leva fumo grosso!!!

ACORDA BRASIL!!!!!!

Sorteio de R$150,00 – você só precisa comentar!

Taí uma bela oportunidade ganhar R$ 200,00 com programas de afiliados!!! Acessem o link abaixo e vejam as regras para concorrer ao prêmio!!!...